2019: O Ano Em Que Chico Xavier Será Testado

Aqui discutimos nosso país perante a transição
Aperte o botão "Novo tópico" para abrir discussões

2019: O Ano Em Que Chico Xavier Será Testado

Mensagempor alexandre RS » Seg Set 23, 2013 02:16

Por Jorge Murta




 
No último artigo vimos que o fim do mundo em 2012 é mais uma das inúmeras datas de fins do mundo que profecias sem fim atribuíam a Terra e obviamente nunca aconteceu o fim do mundo. 2012, como todos os outros fins do mundo também não ocorrerá como fim, passará e chegaremos a 2013, 2014, 2015, ....


 
Mas, eis que uma voz se levanta do túmulo, em 2011 e uma profecia dita em 1986 a Geraldo Lemos Neto, o Geraldinho, por Chico Xavier revela a este que o mundo acabará em 2019. Geraldinho guarda um segredo desses, a pedido de Chico por 25 anos e sente um “dever de consciência” (será?) e juntamente com Marlene Nobre, decide transformar a “profecia” numa entrevista, publicada na Revista FOLHA ESPIRITA de maio de 2011, da qual selecionamos alguns trechos mais significativos mais adiante, mas publicaram quase simultaneamente o livro “NÃO SERÁ EM 2012”, que possui na capa a foto de ninguém menos que Chico Xavier e a inscrição “Chico Xavier revela a data-limite do Velho Mundo."


Geraldinho, em entrevista a Alex Sandro Guimarães, diz no blog deste, que: “Neste livro sou o co-autor, porque na realidade a autoria é da Dra. Marlene Nobre. A minha parte diz respeito à entrevista que dei à Folha Espírita em que revelo o teor da conversa que mantive com Chico Xavier numa noite de 1986, na qual o amado amigo me revelou detalhes sobre as decisões do Cristo e de sua falange angelical a respeito do futuro da humanidade terrestre. Desde há muito tempo conversávamos com Marlene Nobre e outros amigos sobre o que Chico havia me revelado até que no final do ano de seu centenário em 2010 chegamos à conclusão de que a hora para revelar ao público o seu conteúdo havia chegado. Tanto Marlene Nobre quanto eu mesmo sentimos a urgência em nos desincumbir deste compromisso de consciência. Assim nossa estimada Marlene passou a publicar vários artigos na Folha Espírita neste ano de 2011 incluindo no mês de Maio a entrevista que lhe dei. Logo após consolidou-se na Folha Espírita estas informações transformadas então no livro NÃO SERÁ 2012 e no DVD correspondente que gravamos para a TV Aberta de São Paulo.”

Ora, foi sem dúvida um lance comercial oportuno(ista), primeiro entrevista, depois um livro baseado na entrevista e em seguida, um DVD gravado para a TV aberta de São Paulo. E Geraldinho responde sobre a repercussão desse livro, no mesmo blog: “Muito positiva em 99% dos casos. A grande maioria das pessoas parece que compreende a profundidade dos temas tratados e reconhece a atualidade das advertências implícitas nas revelações de Chico Xavier. Na verdade é um grande chamado pessoal e coletivo à nossa própria responsabilidade de viver estes tempos de transição.”

Vemos aqui outro objetivo dessa profecia extemporânea: a necessidade que os adeptos do chiquismo sentem de não deixar Chico morrer, tanto que Geraldinho, Marlene Nobre, Euripedes (filho de Chico), Carlos Bacelli e outros criaram um Encontro Nacional dos Amigos de Chico Xavier e Sua Obra. E Kardec? E Espiritismo? Nenhum destes autores falam deles? Nenhum destes autores quer ser amigos dele? Nenhum destes autores conhecem Kardec ou sua obra?
 


O fato é que há espíritas (se é que posso chamá-los de espíritas) que acreditam em Chico Xavier, em Nosso Lar, em Umbral e chegam até mesmo a incensá-lo. Se nada ou pouco do que foi predito por Chico para 2019 não ocorrer, como não ocorrerá, haverá 2 saidas para os adoradores de Chico: - reconhecer que ele errou ou não foi ele quem disse aquilo e sim Geraldinho; - usarão a desculpa de que a espiritualidade resolveu dar mais uma moratória para a Terra (surgira uma psicografia por algum médium amigo do Chico dizendo isso).
 


Mas, vejamos os trechos selecionados da profecia de Chico:

Folha Espírita – No livro A Caminho da Luz, nosso benfeitor Emmanuel já havia previsto que no século XX haveria mais uma reunião dos Espíritos Puros e Eleitos do Senhor, a fim de decidirem quanto aos destinos da Terra. A reunião aconteceu e a ela compareceram Chico e Emmanuel – os missionários que trabalham abnegadamente, por séculos a fio, em favor da renovação humana. Quais os resultados dessa reunião?


Geraldo Lemos Neto – Na sequência da nossa conversa, perguntei ao Chico o que ele queria exatamente dizer a respeito do sacrifício do Brasil. Estaria ele a prever o futuro de nossa nação e do mundo? Chico pensou um pouco, como se estivesse vislumbrando cenas distantes e, depois de algum tempo, retornou para dizer-nos: “Você se lembra, Geraldinho, do livro de Emmanuel, A Caminho da Luz? Nas páginas finais da narrativa de nosso benfeitor, no capítulo XXIV, cujo título é O Espiritismo e as Grandes Transições? Nele, Emmanuel afirmara que os espíritos abnegados e esclarecidos falavam de uma nova reunião da comunidade das potências angélicas do Sistema Solar, da qual é Jesus um dos membros divinos(1), e que a sociedade celeste se reuniria pela terceira vez na atmosfera terrestre, desde que o Cristo recebeu a sagrada missão de redimir a nossa humanidade(2), para, enfim, decidir novamente sobre os destinos do nosso mundo.
 


Pois então, Emmanuel escreveu isso nos idos de 1938 e estou informado que essa reunião de fato já ocorreu. Ela se deu quando o homem finalmente ingressou na comunidade planetária, deixando o solo do mundo terrestre para pisar pela primeira vez o solo lunar. O homem, por seu próprio esforço, conquistou o direito e a possibilidade de viajar até a Lua, fato que se materializou em 20 de julho de 1969.

Naquela ocasião, o Governador Espiritual da Terra, que é Nosso Senhor Jesus Cristo(3), ouvindo o apelo de outros seres angelicais de nosso Sistema Solar, convocara uma reunião destinada a deliberar sobre o futuro de nosso planeta. O que posso lhe dizer, Geraldinho, é que depois de muitos diálogos e debates entre eles foram dadas diversas sugestões e, ao final do celeste conclave, a bondade de Jesus decidiu conceder uma última chance à comunidade terráquea, uma última moratória para a atual civilização no planeta Terra. Todas as injunções cármicas previstas para acontecerem ao final do século XX foram então suspensas, pela Misericórdia dos Céus, para que o nosso mundo tivesse uma última chance de progresso moral.
 


O curioso é que nós vamos reconhecer nos Evangelhos e no Apocalipse exatamente este período atual, em que estamos vivendo, como a undécima hora ou a hora derradeira, ou mesmo a chamada última hora.”

FE – Como você reagiu diante da descrição do que acontecera nessa reunião nas Altas Esferas?
Geraldinho – Extremamente curioso com o desenrolar do relato de Chico Xavier, perguntei-lhe sobre qual fora então as deliberações de Jesus, e ele me respondeu: “Nosso Senhor deliberou conceder uma moratória de 50 anos à sociedade terrena(4), a iniciar-se em 20 de julho de 1969, e, portanto, a findar-se em julho de 2019. Ordenou Jesus, então, que seus emissários celestes se empenhassem mais diretamente na manutenção da paz entre os povos e as nações terrestres, com a finalidade de colaborar para que nós ingressássemos mais rapidamente na comunidade planetária do Sistema Solar, como um mundo mais regenerado, ao final desse período.


 
Algumas potências angélicas de outros orbes de nosso Sistema Solar recearam a dilação do prazo extra, e foi então que Jesus, em sua sabedoria, resolveu estabelecer uma condição para os homens e as nações da vanguarda terrestre. Segundo a imposição do Cristo(5), as nações mais desenvolvidas e responsáveis da Terra deveriam aprender a se suporttarem umas às outras, respeitando as diferenças entre si, abstendo-se de se lançarem a uma guerra de extermínio nuclear. A face da Terra deveria evitar a todo custo a chamada III Guerra Mundial. Segundo a deliberação do Cristo, se e somente se as nações terrenas, durante este período de 50 anos, aprendessem a arte do bom convívio e da fraternidade, evitando uma guerra de destruição nuclear, o mundo terrestre estaria enfim admitido na comunidade planetária do Sistema Solar como um mundo em regeneração. Nenhum de nós pode prever, Geraldinho, os avanços que se darão a partir dessa data de julho de 2019, se apenas soubermos defender a paz entre nossas nações mais desenvolvidas e cultas!”

FE – Quais são os acontecimentos que podemos prever com essas revelações para a Terra?
Geraldinho – Perguntei, então, ao Chico a que avanços ele se referia e ele me respondeu: “Nós alcançaremos a solução para todos os problemas de ordem social, como a solução para a pobreza e a fome que estarão extintas; teremos a descoberta da cura de todas as doenças do corpo físico pela manipulação genética nos avanços da Medicina; o homem terrestre terá amplo e total acesso à informação e à cultura, que se fará mais generalizada; também os nossos irmãos de outros planetas mais evoluídos terão a permissão expressa de Jesus(6) para se nos apresentarem abertamente, colaborando conosco e oferecendo-nos tecnologias novas, até então inimagináveis ao nosso atual estágio de desenvolvimento científico; haveremos de fabricar aparelhos que nos facilitarão o contato com as esferas desencarnadas, possibilitando a nossa saudosa conversa com os entes queridos que já partiram para o além-túmulo; enfim estaríamos diante de um mundo novo, uma nova Terra, uma gloriosa fase de espiritualização e beleza para os destinos de nosso planeta.”

Foi então que, fazendo as vezes de advogado do diabo, perguntei a ele: Chico, até agora você tem me falado apenas da melhor hipótese, que é esta em que a humanidade terrestre permaneceria em paz até o fim daquele período de 50 anos. Mas, e se acontecer o caso das nações terrestres se lançarem a uma guerra nuclear? “Ah! Geraldinho, caso a humanidade encarnada decida seguir o infeliz caminho da III Guerra mundial, uma guerra nuclear de consequências imprevisíveis e desastrosas(7), aí então a própria mãe Terra, sob os auspícios da Vida Maior, reagirá com violência imprevista pelos nossos homens de ciência. O homem começaria a III Guerra, mas quem iria terminá-la seriam as forças telúricas da natureza, da própria Terra cansada dos desmandos humanos, e seríamos defrontados então com terremotos gigantescos; maremotos e ondas (tsunamis) consequentes; veríamos a explosão de vulcões há muito extintos; enfrentaríamos degelos arrasadores que avassalariam os polos do globo com trágicos resultados para as zonas costeiras, devido à elevação dos mares; e, neste caso, as cinzas vulcânicas associadas às irradiações nucleares nefastas acabariam por tornar totalmente inabitável todo o Hemisfério Norte de nosso globo terrestre.”

FE - O que aconteceria especificamente com o Brasil?
Em certa ocasião, Geraldo Lemos Neto, fundador da Casa de Chico Xavier, de Pedro Leopoldo (MG), fez essa mesma pergunta a Chico Xavier. Segundo o médium, “em todas as duas situações, o Brasil cumprirá o seu papel no grande processo de espiritualização planetária. Na melhor das hipóteses, nossa nação crescerá em importância sociocultural,política e econômica perante a comunidade das nações. Não só seremos o celeiro alimentício e de matérias-primas para o mundo, como também a grande fonte energética com o descobrimento de enormes reservas petrolíferas que farão da Petrobras uma das maiores empresas do mundo.”

E prosseguiu Chico: “O Brasil crescerá a passos largos e ocupará importante papel no cenário global, isso terá como consequência a elevação da cultura brasileira ao cenário internacional e, a reboque, os livros do Espiritismo Cristão, que aqui tiveram solo fértil no seu desenvolvimento, atingirão o interesse das outras nações também. Agora, caso ocorra a pior hipótese, com o Hemisfério Norte do planeta tornando-se inabitável, grandes fluxos migratórios se formariam então para o Hemisfério Sul, onde se situa o Brasil, que então seria chamado mais diretamente a desempenhar o seu papel de Pátria do Evangelho, exemplificando o amor e a renúncia, o perdão e a compreensão espiritual perante os povos migrantes. A Nova Era da Terra, neste caso, demoraria mais tempo para chegar com todo seu esplendor de conquistas científicas e morais, porque seria necessário mais um longo período de reconstrução de nossas nações e sociedades, forçadas a se reorganizarem em seus fundamentos mais básicos.”

FE – Segundo Chico Xavier, esses fluxos migratórios seriam pacíficos?
Geraldinho - Infelizmente não. Segundo Chico me revelou, o que restasse da ONU acabaria por decidir a invasão das nações do Hemisfério Sul, incluindo-se aí obviamente o Brasil e o restante da América do Sul, a Austrália e o sul da África, a fim de que nossas nações fossem ocupadas militarmente e divididas entre os sobreviventes do holocausto no Hemisfério Norte. Aí é que nós, brasileiros, iríamos ser chamados a exemplificar a verdadeira fraternidade cristã, entendendo que nossos irmãos do Norte, embora invasores a “mano militare”, não deixariam de estar sobrecarregados e aflitos com as consequências nefastas da guerra e das hecatombes telúricas, e, portanto, ainda assim, devendo ser considerados nossos irmãos do caminho, necessitados de apoio e arrimo, compreensão e amor. Neste ponto da conversa, Chico fez uma pausa na narrativa e completou: “Nosso Brasil como o conhecemos hoje será então desfigurado e dividido em quatro nações distintas. Somente uma quarta parte de nosso território permanecerá conosco e aos brasileiros restarão apenas os Estados do Sudeste somados a Goiás e ao Distrito Federal. Os norte-americanos, canadenses e mexicanos ocuparão os Estados da Região Norte do País, em sintonia com a Colômbia e a Venezuela. Os europeus virão ocupar os Estados da Região Sul do Brasil unindo-os ao Uruguai, à Argentina e ao Chile. Os asiáticos, notadamente chineses, japoneses e coreanos, virão ocupar o nosso Centro-Oeste, em conexão com o Paraguai, a Bolívia e o Peru. E, por fim, os Estados do Nordeste brasileiro serão ocupados pelos russos e povos eslavos. Nós não podemos nos esquecer de que todo esse intrincado processo tem a sua ascendência espiritual e somos forçados a reconhecer que temos muito que aprender com os povos invasores. (8)Vejamos, por exemplo: os norte-americanos podem nos ensinar o respeito às leis, o amor ao direito, à ciência e ao trabalho. (9)
 


Os europeus, de uma forma geral, poderão nos trazer o amor à filosofia, à música erudita, à educação, à história e à cultura. Os asiáticos poderão incorporar à nossa gente suas mais altas noções de respeito ao dever, à disciplina, à honra, aos anciãos e às tradições milenares. E, então, por fim, nós brasileiros, ofertaremos a eles, nossos irmãos na carne, os mais altos valores de espiritualidade que, mercê de Deus, entesouramos no coração fraterno e amigo de nossa gente simples e humilde, essa gente boa que reencarnou na grande nação brasileira para dar cumprimento aos desígnios de Deus e demonstrar a todos os povos do planeta a fé na Vida Superior, testemunhando a continuidade da vida além-túmulo e o exercício sereno e nobre da mediunidade com Jesus.”(10)

FE – O Brasil, embora sofrendo o impacto moral dessa ocupação estrangeira, estaria imune aos movimentos telúricos da Terra?
Geraldinho – Infelizmente, não. Segundo Chico Xavier, o Brasil não terá privilégios e sofrerá também os efeitos de terremotos e tsunamis, notadamente nas zonas costeiras. Acontece que, de acordo com o médium, o impacto por aqui será bem menor se comparado com o que sobrevirá no Hemisfério Norte do planeta.(11)
FE – Por tudo que se depreende da fala de Chico Xavier, você também crê que a ida do homem à Lua, em julho de 1969, tenha precipitado de certa forma a preocupação com as conquistas científicas dos humanos, que poderiam colocar em risco o equilíbrio do Sistema Solar?
Geraldinho – Sim, creio que a revelação de Chico Xavier a respeito traz, nas entrelinhas, essa preocupação celeste quanto às possíveis interferências dos humanos terráqueos nos destinos do equilíbrio planetário em nosso Sistema Solar. Pelo que Chico Xavier falou, alguns dos seres angélicos de outros orbes planetários não estariam dispostos a nos dar mais este prazo de 50 anos, que vencerá daqui a apenas oito anos, temerosos talvez de nossas nefastas e perniciosas influências.(12)
Essa última hora bem que poderia ser por nós considerada como a última bênção misericordiosa de Jesus Cristo em nosso favor, uma vez que, pela explicação de Chico Xavier, foi ele, Nosso Senhor, quem advogou em favor de nossa causa, ainda uma vez mais.

FE – A reunião da comunidade celeste teria decidido algo mais, segundo a exposição de Chico Xavier?
Geraldinho – Sim. Outra decisão dos benfeitores espirituais da Vida Maior foi a que determinou que, após o alvorecer do ano 2000 da Era Cristã, os espíritos empedernidos no mal e na ignorância não mais receberiam a permissão para reencarnar na face da Terra. Reencarnar aqui, a partir dessa data, equivaleria a um valioso prêmio justo, destinado apenas aos espíritos mais fortes e preparados, que souberam amealhar, no transcurso de múltiplas reencarnações, conquistas espirituais relevantes como a mansidão, a brandura, o amor à paz e à concórdia fraternal entre povos e nações. Insere-se dentro dessa programação de ordem superior a própria reencarnação do mentor espiritual de Chico Xavier, o espírito Emmanuel, que, de fato, veio a renascer, segundo Chico informou a variados amigos mais próximos, exatamente no ano 2000(13). Certamente, Emmanuel, reencarnado aqui no coração do Brasil, haverá de desempenhar significativo papel na evolução espiritual de nosso orbe.
 


Todos os demais espíritos, recalcitrantes no mal, seriam então, a partir de 2000, Encaminhados forçosamente à reencarnação em mundos mais atrasados, de expiações e de provas aspérrimas, ou mesmo em mundos primitivos, vivenciando ainda o estágio do homem das cavernas, para poderem purgar os seus desmandos e a sua insubmissão aos desígnios superiores. Chico Xavier tinha conhecimento desses mundos para onde os espíritos renitentes estariam sendo degredados. Segundo ele, o maior desses planetas se chamaria Kírom ou Quírom. (14)


Estes foram trechos da profechico, digo da profecia de Chico, que os interessados poderão encontrar em sites que contenham a entrevista completa contida na Folha Espírita de maio de 2011. De acordo com essa profecia, varias coisas acontecerão na Terra até 2019, dentre as quais destacamos para analisar:
Terceira Guerra Mundial com armamento nuclear.

Violenta comoção das forças naturais resultando na destruição de diversos países do hemisfério Norte: terremotos, furacões, tsunamis (inclusive no Brasil...).

Invasao do Brasil e sua divisão em quatro territórios, todos dominados por potencias estrangeiras, incluindo uma atípica "colonização russa" em pleno sertão árido nordestino (seria engraçado ver os “cabras da peste” serem chamados de “cabras da estepe”)

A insatisfação de seres de outros planetas com os avanços em viagens espaciais, levando a um pedido de destruição de nossa civilização. (epa! Ta virando “Guerra Nas Estrelas” e a Força não está com a gente).

Isso teria sido debatido numa reunião de ESPIRITOS PUROS onde estavam presentes... Emmanuel e o próprio Chico Xavier... (Ora, quem diria! Chico e Emmanuel são espíritos puros. E o que a Chicolatria, a idolatria a esses dois quer dizer subliminarmente, afinal se eles estavam presentes a uma reunião de Espíritos Puros, quem já achava que Chico e Emmanuel eram santos passam a achar que na verdade são deuses. )

Espiritos Puros teriam decidido pelo fim da nossa espécie encarnada (O concilio dos deuses do Olimpo, pois lembra as reuniões dos deuses olimpianos discutindo e se metendo na vida dos mortais, decide que a raça humana deve ser exterminada. E são puros, imagine se não fosse.)
Jesus IMPOS uma moratória de 50 anos para nossa civilização (era 1969) - que termina em 2019. (primeiro Chico em diversas obras fala da candura, doçura, afabilidade mansidão de Jesus, agora fala que Jesus impõe algo. Contraditório, principalmente pelo que veremos quando analisarmos os itens numéricos marcados no texto em azul.) Alias, notaram que nesse concilio de deuses olimpianos do qua Chico fala – ou que pelo menos se atribui a Chico – Jesus assume o papel de Zeus (o deus-mor do Olimpo)?

Absurdos Contidos Nos Itens Numéricos Marcados na Profechico:
Jesus é um membro divino? O que Chico quis dizer com isso? Que Jesus seria o próprio Deus ou que seria mais filho de Deus do que qualquer outro espírito, mesmo que esses fossem seus pares na Comunidade dos Espíritos Puros?

O que redime alguém, segundo a Codificação Espírita, é a expiação de suas faltas e sua evolução moral, que é pessoal e intransferivel. Esta de Jesus Redentor é uma distorção católica, o qual Chico nunca deixou de em essência ser.

Qual obra da CODIFICAÇAO ESPIRITA designa Jesus ou qualquer outro espírito como governador de alguma coisa? Notem que eu disse “CODIFICAÇAO ESPIRITA” e não disse livros do chamado Movimento Espírita. Chamar Jesus de Governador Planetário afasta completamente culturas não-cristãs, além do que a expressão “Nosso Senhor” não é utilizadas pelos espíritos superiores na Codificação, sendo puramente católica.

Jesus, nesta passagem, assumiu o papel do próprio Deus ao decidir sozinho todo o destino da humanidade e ao definir o que seria a visão do futuro, que, na visão da codificação, só tem conhecimento completo o próprio Deus.

Jesus "impõe" coisas... Se ele estava no tal concilio com seus espíritos puros como ele, como poderia impor alguma coisa?

Jesus de novo, assume o papel de Deus - desta vez interferindo no livre arbitrio até mesmo de seres alienígenas (ou seja não é apenas Governador da Terra, mas deve ser Presidente da Via-Láctea, quiçá do Universo)

Peraí !!! Se as conseqüências de tais catástrofes seriam imprevisíveis, como, então, cabe a previsão na frase logo em seguida? Os fatos são imprevisíveis ou são previsíveis por ele?

Segundo Chico, o Brasil já seria em 2019, um povo humilde e pacifico. Então me digam, o que uma população “elevada espiritualmente” teria a aprender com invasores armados?

De novo, se o Brasil é um povo humilde e espiritualizado, então é porque, como qualquer ser espiritualizado, temos amor às leis, às ciencias, ao direito e ao trabalho. Estas são as condições de um espirito superior. Mas, estas qualidades aqui estão contidas no povo invasor armado. Santa incoerência, Chico!

Novamente, se todos os invasores do Brasil possuem tantas qualidades nobres que nos seriam ENSINADAS, então, que diabos de povo espiritualmente elevado seriamos nós? Afinal, todas as caracteristicas de elevação que PRECISARIAMOS APRENDER, os outros já têm...

Qualquer hecatombe no hermisfério Norte afetará obrigatoriamente o sul. Se vulcões extintos explodirem, como Chico previu, TODA A ATMOSFERA será tomada por gases tóxicos e a temperatura da Terra irá cair imediatamente em TODOS os continentes. A vida perecerá em TODOS os continentes.

Seres angelicos aqui são angélicos, mas não conseguem ter compaixão dos habitantes da Terra? Que angelitude é essa? Os anjos, digo espíritos puros de Marte, Júpiter, Saturno e outros querem ver a caveira da Terra?

Se Emmanuel reencarnou em 2000 com a missão de ajudar a evoluir o mundo... então... para quê serviu a tal moratória dada por Jesus?... Se a moratória deu certo, Emmanuel seria necessário? E se deu errado, Emmanuel seria necessário? E afinal, quem é Emmanuel para ser colocado sob o pedestal messianico em que se situa na entrevista?

Kirom ou Quirom existe, mas não é um planeta e muito menos o maior dos planetas, não passando de um asteróide estéril, do nosso sistema solar, sendo frio e sem vida. Esse nome Quirom, do asteróide, parece ter saido da mitologia grega, pois nela ele seria um centauro sábio, mestre de Hercules,e depois de ferido mortalmente, e imortal que era e dominava dom da cura, pediu a Zeus que lhe tirasse a imortalidade para que deixasse de sofrer e a figura de Quirom foi absorvida pela Grande Fraternidade Branca, que atribui a Quirom, o Raio Curador-Verde e seu mito diz que as pessoas que recebem a energia de Quirom superam suas dores e sofrimentos apoiando-se em Deus e nas Leis Divinas e que cada pessoa deve sentir sua própria dor para poder orientar melhor a quem vai curar. Bem parecido com a filosofia chiquista, não?
Desculpem ter sido em alguns momentos sagaz e em outros, sarcástico ao analisar e comentar a profecia de Chico, mas é quase impossível não sê-lo, ao se ler tantos absurdos e ao mesmo tempo tão engraçados, mas creio que fiz uma analise tão séria quanto possível. Vejamos o que o Livro dos Médiuns-289 diz a respeito:
 


11ª Por que, quando fazem pressentir um acontecimento, os Espíritos sérios de ordinário não determinam a data? Será porque o não possam, ou porque não queiram?
Por uma e outra coisa. Eles podem, em certos casos, fazer que um acontecimento seja pressentido: nessa hipótese, é um aviso que vos dão. Quanto a precisar-lhe a época, é freqüente não o deverem fazer. Também sucede com freqüência não o poderem, por não o saberem eles próprios. Pode o Espírito prever que um fato se dará, mas o momento exato pode depender de acontecimentos que ainda se não verificaram e que só Deus conhece. Os Espíritos levianos, que não escrupulizam de vos enganar, esses determinam os dias e as horas, sem se preocuparem com que o fato predito ocorra ou não. Por isso é que toda predição circunstanciada vos deve ser suspeita.

“Ainda uma vez: a nossa missão consiste em fazer-vos progredir; para isso vos auxiliamos tanto quanto podemos. Jamais será enganado aquele que aos Espíritos superiores pedir a sabedoria; não acrediteis, porém, que percamos o nosso tempo em ouvir as vossas futilidades e em vos predizer a boa fortuna. Deixamos esse encargo aos Espíritos levianos, que com isso se divertem, como crianças travessas.”

“A Providência pôs limite às revelações que podem ser feitas ao homem. Os Espíritos sérios guardam silêncio sobre tudo aquilo que lhes é defeso revelarem. Aquele que insista por uma resposta se expõe aos embustes dos Espíritos inferiores, sempre prontos a se aproveitarem das ocasiões que tenham de armar laços à vossa credulidade.”

Em outras palavras: Não acreditem em profecias com datas marcadas. Eu, assim como Gil Grissom, investigador do C.S.I - investigaçao criminal, acredito apenas nas evidencias e não em pessoas, pois como personagem diz: “Eu não acredito nas pessoas, eu acredito nas evidências. Pessoas mentem, evidências não.” E as evidencias, até o momento não me provam que o que teria sido dito por Chico irá ocorrer, mas também não prova que foi Chico quem disse essa “profecia” , afinal não há gravação ou documento escrito de próprio punho por Chico, embora para quem conheça o médium mineiro e suas obras, tais como Nosso Lar e personagens como André Luiz e Emmanuel, o estilo empregado na linguagem profética seja reconhecidamente o que Chico teria empregado. Fácil de reconhecer, fácil de imitar também? Em 2019 saberemos, pois não ocorrendo nada do que Chico previu ou as pessoas inventarão alguma desculpa, tal como a moratória foi prorrogada por mais 50 anos (para 2069), estes serão chicólatras declarados; alguns chicólatras cairão em si, e repensarão a seriedade de Chico como autor mediúnico; outros dirão que Chico jamais fez tal profecia, que foi tudo invenção de Geraldinho e Marlene Nobre.
 


Embora eu não possa dizer que tenha sido invenção dos dois, pois seria levantar falso testemunho, pois não há evidencias físicas nem que sim nem que não, o fato é que tal profecia se encaixa no estilo de Chico, logo não é impossível que tenha sido ele o autor. De fato ou de inspiração para uma armação, lembramos que não basta a mulher de César ser honesta, é preciso parecer honesta. Decifrem.
Além do mais, médium para ser bom não necessita somente de moral, mas também de estudo. Coisa que ele pouco fez, tornando-se assim alvo fácil para espíritos pseudosábios.


Aliás, abro um parêntese (parece que estou até querendo defender Chico, mas longe de mim isso. Apenas quero acrescentar evidências ao que digo: afinal, cada um deve responder segundo suas obras, né?) Marlene Nobre, novamente ela, nos trouxe algo que Chico teria dito – e estava vivo, quando ela publicou o livro dizendo que ele teria dito, logo se disse mesmo foi responsável pelo que disse e se não disse foi responsável por ter sido omisso.
 


Marlene escrevera no livro Lições de Sabedoria, que perguntaram a Chico Xavier, em Uberaba, qual seria a explicação para o nanismo. E o médium mineiro teria dito que podia ser por duas razoes: 1) a pessoa, para ser anã, teria se suicidado em outra existencia, pois o nanismo esta associado ao suicídio por precipitação de grandes alturas (não riam); e 2) por abuso da beleza física, causando a infelicidade de outra pessoa.
 


Dá para levar a sério isso? Fico pensando em um anão espírita lendo esse livro da Marlene. Como ele deve ter se sentido reconfortado ao saber de algo que nem verdade era, mas que passou a achar que era verdade. Se tinha dinheiro passou a fazer análise.


E Marlene não tinha nem gravação, nem documento escrito por Chico com as causas do nanismo. Temos apenas a palavra de Marlene dizendo que Chico disse e novamente “Eu não acredito nas pessoas, eu acredito nas evidências. Pessoas mentem, evidências não.” Pensem nisso.
 


Para terminar, na profecia de Chico, há uma parte final que coloco agora: “O próprio Emmanuel, através de Chico Xavier, respondendo a uma entrevista já publicada em livro nos diz que as profecias são reveladas aos homens para não serem cumpridas. São na realidade um grande aviso espiritual para que nos melhoremos e afastemos de nós a hipótese do pior caminho.”

Peraí! “As profecias são reveladas aos homens para não serem cumpridas” São reveladas prá que, então? Para engrandecer a figura do médium, seu guia e seus seguidores e depois dizerem que a moratória foi dilatada? Para assustar os mais suscetíveis e me desculpem, de inteligência acanhada? Para nos fazer perder tempo (embora eu ache que não perdi tempo pois pude analisar tal profecia, a profechico e pô-la a nu)? Ou todas as alternativas acima são corretas? Eu fico também com a alternativa do Livro dos Médiuns.
alexandre RS
 
Mensagens: 79
Registrado em: Qua Set 11, 2013 07:36

Re: 2019: O Ano Em Que Chico Xavier Será Testado

Mensagempor José Alencastro » Seg Set 23, 2013 04:11

"O fato é que há espíritas (se é que posso chamá-los de espíritas) que acreditam em Chico Xavier, em Nosso Lar, em Umbral e chegam até mesmo a incensá-lo."


Espírita ortodoxo detectado!!!

É impressionante que ainda hoje, no alvorecer do Terceiro Milênio ainda existam "espíritas" que desacreditam a obra do Chico Xavier e a própria realidade do mundo espiritual, como as colônias espirituais. O pior é que são os mesmos e velhos argumentos batidos baseados em interpretações equivocadas, do tipo "Kardec e a Codificação nunca disseram que a vinda do mundo de Regeneração seria por desastres naturais"

Seguem dois links bem interessantes analisando o que o Espiritismo fala sobre as profecias e a Transição Planetária (este último assunto, ainda de forma impressionante nos dias de hoje, desconhecido de muitos espíritas):

http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com.br/2013/01/por-que-nova-era-ainda-nao-comecou.html

http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com.br/2010/09/profecia-de-kardec-para-2036.html
José Alencastro
 
Mensagens: 183
Registrado em: Qua Set 04, 2013 04:57

Re: 2019: O Ano Em Que Chico Xavier Será Testado

Mensagempor alexandre RS » Seg Set 23, 2013 06:35

José,


Concordo com vc, na sua analise.

Mas o questionamento do autor para a profecia de Chico não levanta varias dúvidas?

Será que as mensagens atribuidas a Chico são verdadeiras, ou estao inventando muita coisa?
Não devemos analisa-las ?

Lembro que vc em a sua analise não concordava em muitos aspectos da a suposta profecia de Chico.

Tudo bem o autor e radical, ortodoxo , m más será que foi Chico que falou isso realmente ?

Fica aqui a dúvida, a mensagem é real ? Chico falou mesmo isso ?
alexandre RS
 
Mensagens: 79
Registrado em: Qua Set 11, 2013 07:36

Re: 2019: O Ano Em Que Chico Xavier Será Testado

Mensagempor José Alencastro » Seg Set 23, 2013 08:13

A questão da profecia de 2019 foi analisada nesse post aqui Alexandre:

http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com.br/2013/01/por-que-nova-era-ainda-nao-comecou_11.html
José Alencastro
 
Mensagens: 183
Registrado em: Qua Set 04, 2013 04:57

Re: 2019: O Ano Em Que Chico Xavier Será Testado

Mensagempor Rafael_GO » Qua Out 30, 2013 04:29

Senhores,

Na minha interpretação do conteúdo citado, que é retirado do livro "Não será em 2012", Chico não afirmou que aconteceria algo precisamente em 2019, e sim que a moratória dos 50 anos concedida a humanidade na Terra acabaria em 2019, sendo a qualidade dos frutos que serão colhidos A PARTIR DE 2019 (nas décadas seguintes), se "doces" ou bem mais "amargos", dependeria da maneira que nós seres humanos nos comportássemos uns com os outros, tanto entre indivíduos como entre nações, bem a maneira como iremos proceder com nossas escolhas (livre-arbítrio), reforma íntima e assim, como influenciaremos o meio em que vivemos.
Inclusive os acontecimentos das décadas de 20 e 30 (2029 e 2036) estariam de acordo com essa colheita pós moratória de 50 anos.
Acontecendo de uma maneira ou de outra, essas "grandes mudanças", não seriam da noite pro dia, a evolução é lenta, não dá grandes saltos.
Penso que Chico vislumbrou um futuro muito além dessas próximas décadas vindouras para dar a Geraldinho uma noção da grandeza e importância dos fatos que a Terra está destinada a passar.
E bem como já comentando pelo José aqui no seu blog por algumas vezes, e também por Divaldo Franco, a transição planetária já começou à algum tempo, e tudo o que estamos presenciando e ainda presenciaremos reflete um processo que não tem volta, que o próprio planeta e os espíritos que o habitam estão destinados a passar, como já aconteceu em bilhões de outros planetas a bilhões de anos atrás e como outros tantos bilhões estão destinados a passar daqui à eternidade.

Abraços fraternos!
Rafael_GO
 
Mensagens: 1
Registrado em: Qua Out 30, 2013 03:49


Voltar para Tópicos e discussões o Brasil e a Transição Planetária

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes